Valor Econômico – 06/12/23 – TCU aprova renovação antecipada de terminal da BTP no Porto de Santos

O Tribunal de Contas da União (TCU) aprovou, nesta quarta-feira (6), a renovação antecipada do arrendamento da BTP (Brasil Terminal Portunário), operadora de contêineres no Porto de Santos, controlada pela Maersk e pela MSC. A extensão do contrato por mais 20 anos deverá ter como contrapartida a realização de R$ 1,54 bilhão de investimentos no terminal e o pagamento de uma outorga de R$ 440 milhões (em valores de 2020, que deverão ser atualizados).

Os investimentos previstos deverão ser destinados principalmente à aquisição de novos equipamentos e a reformas na estrutura do terminal de contêineres, com o objetivo de ampliar a capacidade. Além disso, foi permitida uma ampliação de área de 23.406 metros quadrados, o que significa um adendo de 5,4% no terminal.

Com o aval, a expectativa é que o aditivo contratual possa ser firmado ainda neste ano, segundo Rafael Wallbach Schwind, do escritório Justen, Pereira, Oliveira & Talamini, que assessorou a BTP na renovação. “Deverão ser feitos ainda alguns pequenos ajustes, mas acredito que poderá ser assinado ainda em dezembro”, disse.

Em seu voto, o relator Jorge Oliveira determinou que a Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq) faça o acompanhamento dos projetos executivos e da contabilização dos investimentos incluídos, para garantir que os valores efetivamente realizados estejam dentro do previsto e do valor que garantiu o direito à renovação.

Além disso, o ministro chamou a atenção do governo federal para a necessidade de atualizar o planejamento do Porto de Santos. Os estudos para a renovação da BTP contemplaram o cenário de realização do leilão de um novo terminal de contêineres no porto, o STS 10, algo que hoje está sendo revisto pela atual gestão. No acórdão, Oliveira recomenda que a Autoridade Portuária do Porto de Santos, o Ministério de Portos e Aeroportos e a Antaq atualizem o Plano de Desenvolvimento de Zoneamento (PDZ) do porto, para contemplar a real projeção de aumento de capacidade de contêineres em Santos, “de modo a corrigir possíveis superestimativas de variáveis”.

Na avaliação de Schwind, as recomendações realizadas pelo TCU não deverão produzir impacto significativo em relação àquilo que já foi pactuado em termos de investimento e outorga.

Em nota, a BTP afirmou que espera “que a assinatura e conclusão do pedido de renovação junto ao Governo Federal seja realizada ainda neste ano”. “O protocolo do pedido de renovação do contrato foi feito em maio de 2021, junto à Secretaria de Portos. O processo seguiu todas as etapas exigidas, com transparência e cumprimento aos marcos regulatórios, diligência no esclarecimento de informações junto aos órgãos, até ter a sua votação final pelo plenário do Tribunal de Contas da União (TCU), que referendou o processo em julgamento, hoje (6/12)”.

Leia mais.

iNFRADebate - 26/02/24 - Instrução Normativa 94/2024: TCU fixa regras para o acompanhamento dos acordos de leniência da lei anticorrupção
Valor Econômico - 14/02/24 - Leilões de portos em 2024 devem gerar até R$ 12 bi
Gazeta do Povo - 03/02/24 - BNDES põe ministros e petistas em conselhos de empresas privadas
Valor Econômico - 06/12/23 - TCU aprova renovação antecipada de terminal da BTP no Porto de Santos
Kluwer Arbitration Blog - 05/12/23 - BRAMIA: An Alternative to ISDS
iNFRADebate - 17/10/23 - Portos como ecossistema de negócios — reflexões para o Brasil a partir das lições do professor Peter W. de Langen
iNFRADebate - 16/10/23 - Soluções consensuais em tribunais de contas estaduais e municipais – fundamentos jurídicos e a experiência do TCU
Estadão - 19/09/23 - Novo PAC e o indispensável direito da infraestrutura
Conjur - 20/07/23 - Falta de aplicação da nova Lei de Licitações traz prejuízo para governança digital
Jota Info - 17/07/23 - TCU deixa de aplicar inidoneidade à empresa que teve seu controle alienado
Jota Info - 28/06/23 - O TCU e os direitos fundamentais dos particulares
Jota Info - 27/06/23 - A regulação dos serviços de ativos virtuais no Brasil

Cadastre-se